AMIZADES DEPOIS DA MATERNIDADE | Roda de Mães #8

04/04

Como ficaram as amizades depois da maternidade por aí? Muita gente sumiu? Nossa Roda de Mães é sobre esse tema, esperamos ajudar vocês de alguma forma!

Conversar é terapêutico, é importante e a gente adora bater um papo por aqui rsrs Principalmente nesse projeto de Roda de Mães com as minhas lindezas Thais Vilarinho do Mãe Fora da Caixa e a Fabiana Tucunduva da Real Maternidade.

Então bora falar sobre amizades pós-maternidade ou até durante a gestação? Me conta nos comentários como foi pra vocês, muitos amigos e familiares sumiram? Novas pessoas chegaram para te ajudar por aí? Aquela pessoa que nem era tão próxima, se tornou essencial na sua rede de apoio?

Independente de como foi pra você, a gente espera abrir sua mente e seu coração para situações assim com esse bate papo!

Vou deixar aqui o lindo texto que a Thais Vilarinho escreveu sobre esse tema, no começo do vídeo vocês podem ouvir o começo dele!

“Gostaria que alguém tivesse me avisado. Me dito que depois que nos tornamos mães algumas amizades vão embora, mas que em compensação, outras chegam.

No início a sensação é de estar em uma estação de trem com amigas partindo. Isso tudo somado ao puerpério dói. Ah, como dói. Dói não ter carinho e companhia de algumas das amigas em um momento tão frágil e delicado. A gente sofre, tem saudade de antes e gostaria que tivesse sido diferente. Sente demais pela amizade ter mudado, distanciado.
Porém, algum tempo depois de nos adaptarmos a nova vida e que começamos a frequentar o parquinho, e os filhos a escola, temos a sensação de que voltamos a mesma estação. Mas dessa vez para receber amigas novas que chegam. E é tão maravilhoso. Construir amizades com as mães, enquanto nossos filhos constroem com os filhos delas. É tão bonito de se ver. De sentir. De ver crescer.

A maternidade tem esse poder de nos aproximar de mulheres que provavelmente não teríamos amizade se não tivéssemos filhos. E vou te falar que é exatamente aí que habita a maior riqueza. Se relacionar com quem não temos tantas afinidades. É sair da zona de conforto. É aprender com o diferente, é entender o verdadeiro significado da palavra sororidade.

Lá no início, a gente se magoa com as amigas antigas que se afastam da gente. Mas depois de viver a experiência a gente amadurece e percebe que a vida é mesmo uma grande estação de trem. Algumas partem, outras chegam. Tudo no seu tempo. No seu movimento natural. Não é necessário, muito menos saudável guardar mágoa de amiga nenhuma.

Abrir o coração para receber com amor as amigas quem vem chegando é tão importante quanto se despedir com gratidão do que viveu com as que quiseram partir.

A maternidade cria pontes incríveis. Conexões surpreendentes e profundas entre mães. Se entregue, sem medo, para quem vem chegando no próximo trem ao invés de se lamentar por quem partiu no último que saiu. Fica tranquila, é Deus o responsável pelas chegadas e partidas da estação da sua vida. Ele sabe exatamente quem parte, quem chega e quem fica.”

Espero que vocês tenham gostado dessa Roda de Mães, conta nos comentários que outros temas vocês gostariam de ver por aqui!

VEJA OUTRAS RODAS DE MÃES QUE GRAVAMOS

Você nunca mais vai… | Roda de Mães #7

Sustos na maternidade | Roda de Mães #6

Beijos com amor,

Ju