ATIVIDADES PARA FAZER COM O BEBÊ NAS FÉRIAS

26/12

Férias podem ser uma alegria, podem ser um desafio! Se, de repente, tá faltando criatividade por aí para entreter e estimular seu filho, eu espero poder te ajudar, claro, em mais um vídeo da nossa série com o aplicativo Kinedu, um aplicativo criado para ajudar no desenvolvimento dos bebês de 0 a 4 anos com mais de 1.600 vídeos de brincadeiras e artigos criados por especialistas, e tudo isso por área de desenvolvimento!

Baixe o Kinedu grátis para Iphone e Android aqui.

Reuni nossas brincadeiras preferidas de férias, aproveitando o repertório de brincadeiras que o próprio aplicativo me dá, baseadas no momento atual do desenvolvimento da Anne Liv, minha filhota de 11 quase 12 meses. E também reuni alguns toques de criatividade do dia a dia, já que algumas tarefas são feitas com a companhia da bebê. E espero, além de ajudar, que você se divirta com a gente e compartilhe nos comentários suas programações preferidas!

Eu lembro que quando não era mãe e trabalhava em uma empresa, eu contava os dias pra férias e, uma vez, conversando com uma amiga que já era mãe comentei que ela devia estar muito feliz pelas férias de fim de ano. Me lembro direitinho dela dizendo que ‘de forma alguma, a gente quase endoida com os filhos em casa o dia todo’. Aquilo me marcou e hoje eu percebo que quando as famílias passam mais tempo juntas e isso exige mais criatividade para entreter os pequenos, mais energia. A gente ainda não tem essa rotina de escola, então eu convivo diariamente com a Anne Liv, talvez eu não sinta essa diferença de ritmo e rotina, mas você que já tem filhos na escola pode me dizer melhor!

O que eu sinto sobre férias por aqui é o fato de ter mais tempo para explorar o mundo e dessa forma acabamos passeando mais, interagindo com outras crianças, o que é muito importante para o desenvolvimento na primeira infância. Então nessas dicas mesclei um pouco do que gostamos de fazer fora de casa, o que nos ajuda a entreter a pequena em casa e uma dica de interação com outras crianças.

MERCADO DA ALEGRIA

A primeira dica funciona para bebês a partir dos 3 meses, que já saem mais de casa e vão a lugares fechados. Funciona também para bebês maiores e famílias que estão nessa situação de filhos durante férias escolares. Que é um passeio divertido ao mercado ou à feira.

Aqui em casa nossa alimentação é bem viva, ou seja, comemos muitas verduras, legumes, frutas. E com isso fazemos comprar semanais desses itens e a pituca aqui, vai junto! Incluir seu filho nas rotinas domésticas pode ser algo muito bom, inclusive uma ida ao mercado podem ampliar o interesse dele pelos alimentos, fazer com que ele conheça melhor esse universo – cores, formas, aromas, texturas – olha só quantos estímulos aos sentidos dele! Essa prática ajuda que ele se desenvolva participando de tarefas triviais, criando uma rotina leve, saudável e divertida até para o futuro dele. Uma das coisas que eu mais valorizo é tornar momentos triviais em experiências lúdicas e divertidas.

Anne Liv se diverte no mercado, comigo, com a vovó ou o papai, vamos apresentando os alimentos, falando características de cada um deles, fazendo perguntas como ‘cadê o limão’? Ela já sabe algumas frutas e até aponta, porque criamos esse hábito e isso amplia o vocabulário e até nosso vínculo! Tem muitas atividades e artigos no Kinedu relacionados a alimentação, inclusive sobre introdução alimentar, tem também receitinhas e essa dica eu tirei da atividade ‘detetive de supermercado’. Você não precisa de muito não, só as frutas, o passeio, a interação com perguntas e explicações!

PISCININHA DA ALEGRIA

A segunda dica eu considero bem universal, ainda não conheci uma criança que não se divirta com água e aqui, temos uma bebê que ama e muito! Ganhamos da tia Lívia essa piscininha inflável que é bem portátil para bebês pequenos, fácil de inflar e transportar. Ela funciona não só como piscina, como podemos usar para guardar brinquedos. A brincadeira com água já é um estímulo por si só, mas você pode turbinar a brincadeira de forma simples com brinquedos que flutuem ou possam ser molhados.

Colocar alguns objetos na água vai estimular a coordenação motora fina, o senso tátil  e ampliar a diversão. Você pode demonstrar como um objeto se comporta sob a água e fora dela. Pegando um brinquedinho e empurrando na água em várias direções, tirando da água, demonstrando possibilidades e deixando seu bebê explorar também. Lá no Kinedu tem atividades como ‘Carrinho na Água’ e ‘Texturas na Hora do Banho’ que podem te ajudar nos momentos de brincar com água ou dar banho.

AMIGUINHOS DA ALEGRIA

É fato que os bebês se desenvolvem por meio das interações com os pais e outras pessoas, ou seja, a qualidade da convivência é o alicerce para o desenvolvimento saudável do bebê desde a gravidez. Por isso, saber desde o começo do que brincar e como brincar, é essencial! Ainda bem que o Kinedu me ajuda nisso.

Você sabia que sermos carinhosos com nossos filhos pode ajudar nas amizades do futuro? Crianças mais abertas e afetuosas têm maior probabilidade de ter amigos. Visitas regulares de parentes e amigos – claro – quando você se sentir segura para tal, depois das vacinas, etc… também são formas de ajudar nas habilidades sociais do seu filho. Temos o hábito de levar a Liliu para ver outras crianças, seja no parquinho público, seja em encontro com bebês da mesma idade dela. É um momento em que ela aprende por imitação, pela convivência, até mesmo rituais como oi, tchau, abraço e beijo acabam sendo adquiridos nessas oportunidades. Agora quando falamos e damos tchau, ela já repete e sabe o que significa.

Percebo que Liliu é sociável e gosta de ver e interagir com outras crianças, mas vale respeitar o momento e entender o estilo social do seu filho, sem forçar situações. Geralmente um bebê vai gostar mais de brincar com outras crianças a partir dos 2 anos e com 3 anos já começa a fazer suas primeiras amizades. Mas até lá eles vão aprendendo a socializar por tentativa e erro mesmo e a gente vai aprendendo junto como conduzir da melhor forma.

Outra dica é conversar com seu filho sobre o que vai acontecer, seja aquele passeio ao mercado, seja uma ida ao parquinho. Explique onde vocês vão, quem estará lá, o que vai acontecer, isso reforça segurança emocional e o ajuda a lidar com essas situações sociais.

São dicas simples, mas eu considero essas as mais válidas, pois não exigem de nós grandes logísticas e acabam estando ao alcance da maioria. E você tem alguma dica para compartilhar? Lembrando que o Kinedu é o melhor aplicativo para o desenvolvimento dos bebês e por lá temos acesso a vídeos de atividades, dicas e conteúdo com base científica para estimular nossos pequenos e acompanhar o desenvolvimento deles desde cedo!

Baixe o Kinedu grátis para Iphone e Android aqui.

Você também pode se interessar por:

Bebê e Celular: o que é importante você saber

3 brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê

Como fazer o bebê dormir? Conheça 4 truques infalíveis

3 atividades para educação infantil

Um grande beijo,

Ju e Liliu

publicidade