A MÁGICA DA ARRUMAÇÃO TÁ ACONTECENDO!

04/10

A saga da arrumação continua aqui em casa e agora com a Mami Lindeza que aproveitou pra renovar o armário e escolher algumas peças. Me envolvi muito com esse momento e me sinto realmente renovada depois de fazer as escolhas do que fica e do que vai. Se você assistiu o primeiro vídeo que saiu ontem, viu que a Nalini Grinkraut é especialista em arrumação e uma das quatro mulheres certificadas no Brasil pelo Método KonMari, o método de arrumação inteligente mais conhecido do mundo, criado pela japonesa Marie Kondo.

Por aqui já separamos todas as roupas respeitando a minha conexão e respondendo perguntas simples, mas que fazem total diferença na hora de fazer essa arrumação que também é um detox. As perguntas são: “O que você realmente gosta de vestir? Pra onde você tá indo? O que você vai fazer? ”. Ao segurar cada peça na mão, se pergunte: “Isso me traz alegria? Me aproxima da pessoa que eu quero ser? Me conecta com a minha essência hoje? ”. 

Fase concluída! Agora vamos para a organização. Vamos te ensinar dicas práticas para otimizar o espaço e a organização do que ficou. Tenho certeza que você vai se sentir mais leve depois dessa saga que pode ser um tempo especial de presença plena e de autodescoberta libertadora. Afinal, as roupas e os acessórios que nós usamos falam muito sobre quem somos, sobre a nossa personalidade. 

Agora vamos para as dicas práticas de como armazenar com mais inteligência, propósito e funcionalidade. 

Separe o que vai ser dobrado e o que vai ser pendurado

 Na hora de armazenar é necessário saber o que é dobrável e o que você deve colocar no cabide. A Nalini explicou que geralmente as roupas que devem ser colocadas no cabide devem ser separadas pelo tipo de tecido e pelo volume. Roupas como casacos, vestidos ou até mesmo calças que não cabem em uma gaveta ou que dobradas vão ocupar muito mais espaço, são peças que devem ser penduradas no cabide. 

Peças mais leves e que ocupam menos espaço devem ser dobradas e geralmente cabem nas gavetas se dobradas com um jeitinho mágico da Marie Kondo. Algumas peças volumosas e pesadas como camisas de tricô também devem ser dobradas. A dica é sempre observar se ao colocar no cabide a peça vai esticar muito ou pressionar no cabide ficando muito alongadas e perdendo a forma original da peça.

A zona mais quente é a mais importante

Sempre tem um cantinho do guarda-roupa que fica mais acessível, onde logo ao abrir a gente bate o olho e pode pegar uma roupa mais facilmente. Essa é a sua zona mais quente! Coloque nela as roupas que você mais ama e que costuma usar com frequência como roupas de trabalho ou do dia-a-dia. 

Eu não tava usando muito bem a minha zona mais quente, minha zona mais quente estava parecendo um degradê de peças das lojas de vestuário (risos). Ainda bem que a Nalini me salvou e realmente percebi que faz toda diferença ter um espaço para deixar o que a gente mais ama usar acessível para evitar o stress de procura e também da escolha do que usar. Como você faz aí na sua casa?

Faça um degradê do jeito certo!

Na hora de colocar tudo que no cabide é importante que você faça um degradê. Inicie com as peças mais escuras com tons mais pesados e acompanhe os tons até chegar no mais leve, ou seja, do mais escuro para o mais claro. É importante notar que essa escolha deve acompanhar o nosso hábito de visão, sempre da direita para a esquerda. 

Essa pequena mudança vai proporcionar mais leveza e mais harmonia na hora em que você olhar para as roupas penduradas. Além de otimizar a sua escolha sabendo a peça que você quer encontrar basta lembrar o tom da cor e buscar no seu próprio degradê. 

Organize os cabides

É muito bacana ter os cabides organizados, os meus são iguais, mas demorei um tempo até ter todos iguais e do jeitinho que eu queria, afinal cabide não é barato. A Nalini deu uma sugestão muito válida: não jogue nenhum cabide fora! Junte os cabides iguais e coloque peças do mesmo modelo ou estilo. Exemplo: Junte 6 cabides pretos e coloque neles 6 calças. Isso vai te dar mais harmonia e organização mesmo sendo uma atitude simples!

Evite espaços menos acessíveis

Usem os espaços para altos para caixas organizadoras e evite colocar roupas soltas no fundo do armário, geralmente esses cantinhos são pouco visitados e as roupas que ficam nesses espaços não são lembradas e nem usadas com frequência. Além disso, essa dica é ótima para prevenir um acidenta doméstico que geralmente é causado ao ter que usar escada ou subir em gavetas ou ficar de pé na cama para buscar alguma peça.

Separe caixas e etiquete com os nomes das roupas dobradas que você vai guardar nesses espaços. Assim, você evita ficar procurando toda vez por não saber onde “aquela peça” foi parar. Se tiver caixas transparentes, melhor ainda para que possa visualizar melhor o que está guardado, caso não tenha, basta etiquetar com detalhes para lembrar facilmente o que tem em cada caixa. 

Essa é uma forma muito bacana de criar mais gavetas no seu guarda-roupa, vai deixar mais acessível e diminuir subidas desnecessárias, caso você não alcance as caixas. Caso queira comprar algum organizador, primeiro veja o espaço disponível para evitar uma compra desnecessária. Se possível, utilize caixas que você já tem em casa.

Use bem as gavetas!

Com o jeitinho mágico de dobrar do método KonMari, você vai aprender que na sua gaveta cabe muito mais do que você podia imaginar! No entanto, é importante respeitar que pelo menos 10% do espaço de cada gaveta deve servir como respiro para as roupas dobradas.

Se você colocar roupas demais, elas acabam amassando e ninguém merece ter passa roupa toda vez por conta de uma gaveta que está lotada. Espaço demais sobrando também não é funcional, nesse caso as roupas ficam soltar e com o movimento diário de abrir e fechar as gavetas elas acabam perdendo a organização e até a dobra mágica do método KonMari. 

Como dobrar do jeitinho mágico da Marie Kondo?

O segredo é sempre encontrar um retângulo nas peças e dividir a dobra em três partes! A Nalini ensinou a dobrar no vídeo e você também pode ver nas ilustrações a seguir, como dobrar com o jeitinho da Marie Kondo, esse conteúdo completo está disponível no livro novo da Marie Kondo chamado Spark Joy. Não encontrei em inglês, mas as imagens são autoexplicativas e no vídeo a Nalini ensina direitinho como fazer. 

Espero que você tenha lido todas as dicas e desejo que coloquem em prática do jeitinho de vocês adaptando o método KonMari. Logo de cara pode parecer que o método seja radical, mas como a Nalini disse, é super flexível! Você vai conseguir adequar de acordo com a sua intenção e do seu jeitinho vai ficar tudo cheio de harmonia, porque essa é a meta de quem é adepto do Método KonMari. Aproveite as dicas e tenha seu guarda-roupa organizado, otimizado e arrumado de forma mais inteligente e o mais importante: com propósito!

Boa aventura!

VEJA O OUTRO VÍDEO QUE GRAVAMOS:

Tirei tudo do armário e olha no que deu

Com amor,

Ju