Como Você se Enxerga? Domingo Zen

21/10
Quando você se olha, como se vê? Quando você pensa sobre você, são seus defeitos ou suas qualidades que sobressaem? Nosso Domingo Zen traz uma reflexão sobre a maneira como direcionamos a atenção sobre nós mesmos e como podemos ajustas esse hábito para ter mais satisfação pessoal e um olhar com mais compaixão sobre a pessoa mais importante da sua vida!

 
Lembra quando eu falava que meu cabelo vivia caindo, que era fino e sem volume. Eu repetia esse discurso quase que diariamente para mim mesma. Cada um de nós tem suas conversas internas e você já parou para pensar o tom das suas? Negativo ou positivo? Pois é… na maioria das vezes estamos refletindo ou resmungando sobre aquilo que nos incomoda, especialmente em nós mesmos, o que pode até se tornar um reflexo dos nossos reclames sobre o que está a nossa volta.

 
Olhar, atenção e percepção são questões mutáveis, podemos modificar cada uma dessas ações para que nossa vida seja mais positiva. É aquele treino que eu costumo dizer, você treina seu olhar para ver o lado bom, sua atenção ao que há de positivo e sua percepção sobre o que te faz feliz, tudo isso serve para você mesmo e para a maneira como você reage diante do que está a sua volta. Um exemplo? Meu cabelo, quando eu dizia que era fino, fraco. Eu focava nisso e acabava não enxergando outras qualidades e coisas boas que estavam logo ali na ponta do meu nariz, poderia agradecer pelo fato de ter cabelo!!! Poderia entender que não existe perfeição, mas precisa existir aceitação e, acima de tudo, gratidão.

VEJA TODOS OS DETALHES NO VÍDEO

 
Quando eu olho pra mim hoje, eu me esforço para celebrar o que há de bom, de lindo, de saudável em mim. Uma dica é fazer um pequeno exercício ao acordar, todos os dias, se olha no espelho, se dê bom dia, abra um sorriso e agradeça por 5 características suas. Olha pra você com outros olhos, os olhos da gratidão, reconheça em você qualidades, méritos, que talvez você não lembrava que existiam. Te digo, de coração, você vai passar a se redescobrir, de dentro pra fora. É como aquela gaveta bagunçada que você nunca abre ou evita até mexer, se você realmente se empenhar em organizar, vai encontrar coisas muito boas que não lembrava que possuía. A bagunça representa nossa mente, nossa ‘louca da casa’ que precisa ser colocada em ordem, temos um emaranhado de ideias repetitivas e muitas vezes negativas que vem à tona, se você se dedica em organizar seus pensamentos… eliminando aos poucos os negativos e abrindo espaço aos positivos, a descoberta vai acontecendo e as preciosidades vão surgindo.
 
É uma forma de desapego mental, desapega do que não serve, do que pesa. Abra espaço para o novo e para o que te faz bem. A gente se dedica em nome do nosso trabalho, da nossa família, de um monte de compromissos, mas quanto você tem se dedicado por você? Por se desenvolver e por se reconhecer como uma pessoa merecedora, cheia de qualidades e em constante possibilidade de evolução… perceba em quais momentos você pode fazer isso por você mesma e, minha sugestão, é começar o dia assim, se olhando e se enxergando como uma pessoa linda!
 
Já Baixou o Zen App?
Se você ainda não conhece o meu app Zen, baixe gratuitamente para iPhone e Android! Conheça as trilhas relaxantes, as reflexões diárias, o calendário de humor e também os planos de assinatura das meditações guiadas, afinal a meditação é uma ferramenta poderosa de autoconhecimento, cura e equilíbrio, Se você também deseja isso para a sua vida, agora ficou mais fácil.

VEJA POSTS QUE VOCÊ VAI GOSTAR
Detox Digital | Domingo Zen
Respiração para Equilibrar as Emoções

 
Beijos cheios de amor,
 
Ju