INSEGURANÇA ou DESPREPARO?!

10560
27/08

Esses dias eu me peguei pensando em quantas vezes deixei de dar um passo, porque não me sentia boa o bastante, preparada o bastante, segura o bastante. E você, já passou por isso? Essa reflexão fala sobre a linha tênue entre estar pronto e sentir insegurança em dar um passo e espero poder te ajudar!                         

Eu costumava ser o tipo de pessoa que adia, adia, porque eu sempre tava lá me preparando, achando que precisava aprender mais, saber mais. Por outro lado, as vezes em que consegui sair dessa estagnação, muitas vezes gerada pelo meu perfeccionismo, tive resultados muito positivos. Queria falar um pouco sobre isso, sobre a insegurança também. Constantemente recebo mensagens em que as pessoas me dizem querer muito fazer ou começar algo, mas que não tem os recursos pra isso naquele momento. Afinal, o quanto a gente precisa realmente estar pronto pra algo novo?

Quando falo algo novo, falo de um novo passo na vida. Talvez um emprego novo, uma atividade nova, uma prova, um desafio novo, até um relacionamento. Claro que o novo gera certa insegurança! Quantos de vocês não suaram de nervoso numa prova de autoescola, achando que não sabiam dirigir tão bem e passaram?! Quantos de vocês não foram melhor do que imaginavam numa prova?! Quantos de vocês saíram um dia pra correr e superam o tempo que imaginavam que podiam correr de fato?! Geralmente a gente cria expectativas pra menos, justamente pra não se frustrar… eu fazia tanto isso pra certas coisas.

Era engraçado como pra aquilo que eu levava jeito, era super atirada. Quando eu era novinha e trabalhava como modelo, eu sempre fazia os testes de comerciais de tv. Realmente sentia que tinha muita chance, e olha, eu costumava passar um muitos muitos deles. Mas para outras coisas, como subir de categoria na patinação, esporte que pratiquei por quase 20 anos, morria de medo de perder meu lugar no pódio, de não performar tão bem. Por que?!

No meu caso tinha um fundo de medo de errar e da aprovação alheira. Porque num teste de comercial de tv, se eu não passasse eu simplesmente ia deixar de ganhar um dinheiro no fim do mês. Isso não afetaria necessariamente minha vida, além do financeiro. Na patinação era diferente, envolvia meu técnico, minha família e meus amigos apostando em mim. Envolvia também meu ego, envolvia o clube que eu representava, ou seja, era uma pressão diferente. Medo de fazer feio diante dos outros…

Eu era o típico 8 ou 80… às vezes muito segura de si, às vezes cheia de insegurança. Percebi que conforme eu ia entendendo melhor em quais ambientes a insegurança falava mais alto, conseguia entender a estrutura dessa estagnação. E pra gente mudar um comportamento, principalmente aqueles negativos que empacam a gente na vida, prestar atenção em como, quando e com quem isso acontece pode te ajudar demais!!!

Quero te deixar um exercício para a semana… se puder anota num caderninho ou no bloco de notas do seu telefone. Escreve as seguintes questões: Costumo me sentir despreparado, incapaz ou inseguro? Quando me sinto assim? Em quais ambientes me sinto assim? Com quem me sinto assim? Pode ser que uma crença sua sobre capacidade esteja sustentando esse padrão de comportamento. Então a dica é desde já parar de afirmar que não sou bom o bastante, não sirvo pra isso, isso não é pra mim, não sei fazer… substitua por estou me preparando, a cada dia me sinto mais capaz, estou chegando lá, estou aprendendo. Vibrar com mais positividade melhora nossa capacidade de absorver o novo, de melhorar e de evoluir. Afinal, seu cérebro vai compreendendo as mensagens que você manda via pensamento!

Reflita ao longo da semana sobre todas as vezes em que você, literalmente, empacou, deixou de fazer algo ou começar algo, porque não se sentia pronto. Semana que vem a gente pega esse gancho para falar um pouco sobre produtividade e realização, temas que vi bastante gente pedindo também!

Além de refletir, identifique aí no seu sistema as frases negativas que podem estar te sabotando. Anota elas também e vá transformando cada uma no positivo. Comece eliminando os nãos e permitindo que elas sejam possibilitadoras, como os exemplos que eu dei! Assim, nos nossos próximos encontros, você vai entender melhor como lidar com a paralisia e a estagnação diante do novo. Você vai ganhar movimento diante dos passos que você sente que precisa dar e talvez não esteja conseguindo!

Você já conheceu meu aplicativo Zen? 

Além das Meditações Guiadas, o Zen oferece uma variedade de conteúdos e recursos para uma vida com mais equilíbrio emocional e felicidade. Entre áudios e vídeos para relaxamento, meditação e sono profundo, frequências binaurais, ASMR para massagem mental, áudios 3D para relaxamento, Mantras, Ho’oponopono, Piano para Foco, Reflexões, temos inclusive conteúdo de Relaxamento para recém-nascidos e crianças, além de muito mais! Baixe para iPhone e Android AQUI.

VEJA POSTS QUE VOCÊ GOSTAR 

O que é Sucesso para você? (Post do Crica)

Onde está sua Felicidade?

4 Meditações Para um dia Melhor 

Um grande beijo,

Ju