Diário | Emagrecimento, Celulite, Treinos e Alimentação

30/11
Eu venho num processo de readaptação de hábitos e meus objetivos são, basicamente, diminuir meu percentual de gordura, tonificar e fortalecer músculos, diminuir a celulite, manter a saúde em dia e ter mais disposição. Não vale a pena pensar em emagrecer só para entrar naquela calça que não passa mais nas coxas ou diminuir a barriga só porque vão te ver na praia. Pense na sua saúde, em primeiro lugar, o resto vem junto.
 
No post de hoje eu vou responder sobre muitas dúvidas e curiosidades que vocês tem a respeito do meu estilo de vida, tratamentos que derem e não deram certo, alimentação e rotina na academia. Quem acompanha percebeu que eu estou bem focada nos meus objetivos e o resultado está sendo muito positivo, então sinto que compartilhando algumas coisas com vocês, quem sabe seja aquele pontapé para te colocar na linha ou, simplesmente, te ajudar com alguma dúvida.


 
Na hora de entrar em forma, por onde começar?

Existem estudos que apontam que o cérebro leva aproximadamente 28 dias para quebrar um mau hábito ou estabelecer um novo hábito. Portanto, não é balela que tudo no começo é mais difícil, mas com paciência e determinação o caminho deixa de ser tão árduo. O meu conselho é que se você quer iniciar uma reeducação, seja alimentar, física, mental ou emocional… que você comece dando pequenos passos, sem grandes sofrimentos, mas em todas essas áreas de uma forma integrada. O negócio é mudar um pouquinho aqui e ali, mas tudo junto, assim você chega aos 28 dias com diversas melhorias, ao invés de uma só. Então comece a academia, a dieta, a meditação, a leitura de um livro, enfim, o que estiver dentro dos seus planos. Mas comece junto e de maneira gentil com você mesma, sem radicalismo você aguenta melhor o tranco e vai se adaptando aos poucos.


 
Qual é a melhor dieta para você?

Sabe aquela dieta incrível da sua amiga ou da atriz da novela das 8? Esqueça. Dieta boa é uma dieta feita exatamente para você, aquela baseada em suas necessidades nutricionais, limitações, estilo de vida, enfim, alimentação é algo muito sério para brincar e tem que ser levada a sério. Se tiver oportunidade, não deixe de visitar um nutricionista, ele sabe o que faz e é a melhor pessoa para direcionar qualquer mudança nos seus hábitos alimentares. Eu passei a vida toda achando que me alimentava super bem só porque não como muito doce, nem frituras. Mas no dia que conheci minha nutricionista e levei os conselhos dela a sério – leia-se: não fiz nenhuma dieta mirabolante, não precisei cozinhar toda hora, simplesmente adaptamos o que eu já fazia – em 3 meses emagreci 5kgs. Caso você, por qualquer motivo que seja, não possa ter um acompanhamento com nutricionista, tente entender o que faz bem e o que não faz, leia sobre a pirâmide nutricional, evite as gorduras ruins, muito sal, muito açúcar, refrigerantes, comidas condimentadas, frituras, salgadinho, no lugar das massas, pães, arroz e biscoitos comuns, opte pelos integrais, coma frutas, fibras, e lembre, beba muita água, a água é vida!


 
Dieta ou Academia?

Quem treina com foco e dedicação, sabe o quanto seu estilo de vida interfere nos seus resultados.  De nada adianta ir 5 vezes por semana à academia, treinar bem suar muito e comer errado. De nada adianta fazer uma super dieta, perder peso e não ter condicionamento físico. A saúde integra diferentes fatores e precisa de equilíbrio entre eles: movimente-se, alimente-se corretamente, tenha seus momentos de descanso físico e mental. Esse é o caminho! Tem tanta gente que pratica Yoga e xinga os outros no trânsito, esse é um típico exemplo que desequilíbrio. O que você faz precisa ser coerente, fazer sentido, como um todo, portanto se você se esforçar um pouco de cada lado, chegar lá fica mais fácil. Não precisa excluir aquela sobremesa gostosa da sua vida, não precisa ir para academia todo santo dia, não precisa ser tão zen como um monge… mas que você compense suas atitudes com equilíbrio. Comeu demais? Amanhã tente compensar com uma alimentação leve. Brigou com o chefe? Faça algo que libere seu estresse de uma maneira sadia – leia-se: socar o chefe não vai resolver.  A fórmula é muito simples, a questão é fazer isso tudo se tornar um hábito a ponto de você nem precisar pensar para realizar essas tarefas, tudo se torna habitual, quase que automático. Aliando uma boa alimentação aos exercícios físicos, você está se cuidando por dentro e por fora!


 
Gordurinhas, Celulite, Flacidez | Tratamento estético funciona?

Funciona, mas depende de muitas variantes: onde você faz, o que faz, como faz e de que forma está colaborando por isso fora da clínica de estética. Recapitulando o mantra: de nada adianta fazer drenagem, carbox, heccus e o aparelho que a Claudinha Leite faz, se você não leva a sério o tópico acima – alimentação e exercício. Eu não sou nenhum exemplo de pessoa que passou a vida toda focada e já tive minhas épocas de jacar. Para que vocês entendam: uma época fiz um tratamento a laser ultra moderno para perder medidas e não aconteceu nada. Por que? Não, não é o aparelho que não funciona, eu que simplesmente não fiz minha parte fechando a boca e me exercitando. Nada absolutamente nada faz milagre! Quem faz acontecer é você e depende do seu esforço. Durante os últimos dois meses fiz esse mesmo tratamento, chamado Tripolar (Apollo) na clínica da Dra. Roseli Andrade aqui em Santos e com a cabeça no lugar, levei tudo muito a sério: o tratamento, a dieta com menos ingestão de gorduras, açucares e academia 3 vezes por semana, com treinos funcionais que queimam bastante. Gente, o resultado tanto no espelho, quando na balança é surpreendente. Moral da história, o mesmo tratamento uma vez deu errado e depois deu certo. E deu certo porque eu fiz minha parte. Vejo na internet – e na vida real – muita gente que reclama de clínicas, esteticistas, tratamentos, claro que nem tudo que encontramos tem qualidade, mas em geral o problema está na falta de comprometimento com o próprio propósito.


 
No pain no gain? Mais ou menos. Penso que você não precisa sofrer o tempo todo, você precisa se reeducar, nem que seja aos poucos. Como eu disse no começo do post, em 28 dias tudo fica mais fácil, quando você vê, já se adaptou. Comprometimento, foco, dedicação e paciência, com eles você vai longe!
 
Beijos com amor,
 
Ju