FERIDAS EMOCIONAIS | Como Curar?

12740
08/10

Ah essas feridas que tanto doem… seja por um término de relacionamento, uma desilusão, por uma transição de carreira. Entenda como você pode se reerguer e curar essas feridas, sem cair nas armadilhas do inconsciente. Preparei essa reflexão com carinho e espero poder te ajudar!

Quantas vezes a gente não se sente ferido, as mágoas das vida acabam tornando nossas feridas ainda mais dolorosas e todo processo de cura é único. Cada pessoa, cada situação, cada acontecimento tem suas particularidades. Então vale lembrar que fazer comparações, generalizações e julgamentos, na maioria das vezes, não leva a nada.

A comparação acontece no nosso dia a dia, sem que a gente nem perceba. Aquela amiga que terminou um namoro e já está em outra, pode gerar uma rejeição dentro de você. Até o oposto pode acontecer, você seguiu em frente e não se conforma em ver um amigo lá sofrendo, sem querer viver. Cada um de nós precisa de um tempo, entender e respeitar isso é um grande primeiro passo.

Dentro da situação que você está vivendo, compreenda quais atitudes realmente são positivas e ajudam na sua cura. Muitas vezes nossos amigos, com a melhor das intenções, incentivam que a gente saia, socialize, conheça pessoas novas. Será que você e seu coração realmente estão prontos para viver isso?! Se pergunte com carinho e entenda suas próprias respostas, elas vão determinar alguns caminhos para esse seu momento.

O que pode acontecer, e já aconteceu comigo por muitas vezes, é você – inconscientemente – se afundar nas próprias mágoas. No vídeo eu até brinco que é como uma zona de conforto da ‘sofrência’, uma armadilha comportamental muito traiçoeira. Você acaba criando práticas que não ajudam de fato e, no fundo, só reforçam seu momento de dor, só te afundam mais. Ouvir músicas com tom de pesar, letras tristes, cultivar pensamentos destrutivos, querem viver numa bolha de negatividade. Considere quais costumam ser suas atitudes diante de uma desilusão e entenda o que elas estimulam de verdade sobre você, seu estado atual e sua recuperação.

VEJA A REFLEXÃO EM VÍDEO

Algo que merece ser lembrado é que realmente cada situação é única e cada dor também. Não

é porque você sofreu demais um dia, que uma ruptura terá o mesmo sofrimento. Podemos ir, aos poucos e no nosso próprio tempo, aprendendo com aquilo que vivemos. Vamos entendendo novas formas recomeçar, vamos aprendendo sobre aquilo que não desejamos mais para nós mesmos. O importante é criar a consciência sobre o aprendizado que está por trás de cada vivência, especialmente daquelas que nos abrem uma ferida dolorosa.

Claro, é sempre possível se curar, se reerguer. A vida não é baseada em ser isento de dor, de decepções e sofrimento. Mas podemos escolher o quanto queremos viver a dor, o quanto podemos fazer por nós mesmos, deixando de ser vítimas e assumindo as rédeas de nossa própria cura. Além de todos os recursos que nos apoiam na cura, um diálogo, pessoas com quem podemos nos abrir e conversar, terapia e outros tratamentos, podemos sempre fazer algo por nós a cada dia!

Você já conheceu meu aplicativo Zen? 

Além das Meditações Guiadas, o Zen oferece uma variedade de conteúdos e recursos para uma vida com mais equilíbrio emocional e felicidade. Entre áudios e vídeos para relaxamento, meditação e sono profundo, frequências binaurais, ASMR para massagem mental, áudios 3D para relaxamento, Mantras, Ho’oponopono, Piano para Foco, Reflexões, temos inclusive conteúdo de Relaxamento para recém-nascidos e crianças, além de muito mais! Baixe para iPhone e Android AQUI.

Meditação Guiada Energia do Perdão

VEJA VÍDEOS QUE VOCÊ PODE GOSTAR: 

Medo do Novo?

Não me Gosto, Não me Aceito

O que é Ser Forte para Você?

LEIA TAMBÉM: 

Saiba o que fazer para controlar a sua ansiedade no trabalho

Não consegue dormir? 3 práticas para reduzir a sua insônia

É comprovado cientificamente! A meditação reduz o estresse 

Beijos com amor, 

Ju