SOCORRO, MEU BEBÊ NÃO QUER COMER!

05/11

Uma das queixas que eu mais ouço das mães é essa: “meu bebê não quer comer“. Saiba que, apesar de delicada, esta situação é bem comum e pode estar relacionada a muitos fatores. Por isso, é fundamental respirar fundo e se informar sobre o que pode estar por trás desta situação e como fazer para ajudar o seu filho a se alimentar bem.

Algo que sempre me ajuda quando eu tenho dúvidas com a Anne Liv é o Kinedu, um aplicativo que ajuda os pais a estimularem o desenvolvimento de seus filhos com atividades em vídeo e artigos incríveis e baseados no que há de mais atual na ciência sobre o desenvolvimento dos nossos pequenos.

Clique AQUI para baixar o Kinedu para Android ou iPhone

Aliás, vale ressaltar que o Kinedu é uma empresa séria, que tem parcerias com as universidades mais renomadas do mundo, e que todo o conteúdo do aplicativo é produzido por especialistas em desenvolvimento infantil. Isso me deixa muito tranquila para usá-lo com a minha filha, pois sei que posso confiar!

Sobre a tal queixa “meu bebê não quer comer”, trago abaixo os principais motivos por que isso acontece e algumas dicas para ajudarmos nossos filhos que descobri no Kinedu.

“Meu bebê não quer comer”: por quê?

Se você apenas começou a introdução alimentar, ou seja, a oferecer outros alimentos ao seu bebê além do leite materno, é natural que ele leve um tempo para se acostumar. Nesta fase, pode ser que ele prefira o peito por outros motivos, como ser confortado. Por isso, procure oferecer esse carinho quando for alimentar o seu pequeno.

No entanto, se o seu bebê tem mais de 12 meses, é possível que o apetite dele tenha diminuído. Isso acontece porque o crescimento dos bebês é mais acelerado no primeiro ano de vida, então, é comum e até esperado que ele tenha menos fome depois disso.

Agora, se o seu filho completou 24 meses, seja bem-vinda à famosa e terrível “crise dos 2 anos”. Nesta fase, as crianças começam a ganhar mais autonomia, o que é uma coisa boa! Porém, essa busca pela independência poderá fazer com que o seu pequeno comece a explorar e desafiar as regras e limites que você estabeleceu.

Outras causas para o bebê não querer comer:

  • Seu filho talvez se interesse mais por brincar e fazer experimentos do que por comer.
  • Ele pode ter dificuldade para experimentar coisas novas.
  • Ele pode não ter sido apresentado a diferentes texturas ou sabores desde cedo, portanto, não se acostumou a eles.
  • Ele pode, de fato, odiar algumas texturas ou sabores.
  • Ele pode estar se sentindo pressionado para comer.
  • Ele pode ter uma sensibilidade sensorial ou genética.
  • O paladar dele pode estar “viciado” demais em açúcar ou sódio, fazendo com que ele prefira guloseimas aos alimentos de verdade.
  • Talvez falte exposição a uma variedade de alimentos.
  • A forma com que os pais se alimentam pode estar interferindo na forma com que ele se alimenta. Alguns estudos apontam que, quando os pais têm uma alimentação saudável, a probabilidade de os filhos se alimentarem bem é maior.
  • Talvez ele tenha se apegado a um “rótulo”. Quando você repete constantemente para o seu filho que ele é “chato para comer“, ele se apega nisso. 

“Meu bebê não quer comer”: como lidar

Se a frase “meu bebê não quer comer” tem sido uma constante para você, experimente estas dicas do Kinedu para te ajudar a enfrentar este desafio:

  • Ofereça as refeições e lanchinhos sempre no mesmo horário. Ter uma rotina é fundamental para as crianças, pois elas sabem o que esperar em cada momento do dia e se sentem mais seguras com isso. Da mesma forma, o corpo se adapta a esperar pela alimentação em horários pré-determinados.
  • Diminua as distrações. Mantenha a televisão desligada e os dispositivos eletrônicos (celular, tablet, etc.) longe.
  • Ofereça o mesmo alimento várias vezes e preparado de diferentes formas. Também é interessante combiná-lo com outros alimentos que o seu filho já goste. Geralmente, são necessárias de 7 a 15 exposições ao alimento para que o seu bebê se acostume com ele ou queira prová-lo.

Atividade: Descobrindo as texturas dos meus alimentos

Esta atividade irá te ajudar a descobrir quais são as texturas preferidas do seu filho.

bebê não quer comer o que fazerBaixe o Kinedu para iPhone ou Android e veja o vídeo da atividade agora mesmo!

  • Dê o exemplo, alimentando-se de uma forma saudável. Lembre-se que as crianças são como esponjinhas absorvendo tudo que acontece ao seu redor, por isso, é muito importante dar o exemplo.
  • Durante a introdução alimentar, é interessante oferecer um alimento de cada vez ao seu filho. Dessa forma, você consegue observar possíveis alergias.
  • Leve o seu filho para passear com você em um pomar, feira ou quitanda. Converse com ele sobre os alimentos e deixa que ele escolha alguns, para ter a sensação de controle.

Atividade: Detetives no supermercado

Esta atividade é ótima para familiarizar seu filho com as frutas, verduras e legumes.

bebê não come frutas e legumes

Baixe o Kinedu para iPhone ou Android e veja o vídeo da atividade agora mesmo!

  • Permita que o seu filho explore os alimentos, tocando, cheirando ou mordendo.
  • Envolva o seu pequeno nos preparos sempre que possível. Ele pode, por exemplo, misturar ou adicionar alguns ingredientes.

Atividade: Amassando

Esta é uma forma simples e divertida de envolver o seu pequeno na preparação dos alimentos.

bebê não quer comer de jeito nenhumBaixe o Kinedu para iPhone ou Android e veja o vídeo da atividade agora mesmo!

  • Para deixar o prato mais atraente, misture cores e formas no prato dele. Você também pode abusar da criatividade e fazer carinhas ou outros desenhos com a comida.
  • Não suborne o seu filho com sobremesas. Isso pode fazer com que ele desenvolva uma relação distorcida com a alimentação.
  • Sirva a comida em uma temperatura apropriada.
  • Evite rotular o seu filho com expressões como “enjoado para comer”, “difícil para comer”, ou mesmo batendo na tecla de que ele não gosta daquele alimento. 
  • Incentive o seu pequeno a provar os alimentos, mas não o force a “limpar o prato”. Assim, você evita que o seu pituco desenvolva uma relação complicada com a comida e o ajuda a conhecer o próprio corpo e seus sinais de fome e saciedade.
  • Comemore o progresso do seu filho e reconheça os esforços dele.

No entanto, se você estiver com receio de que o seu bebê não esteja crescendo tanto quanto deveria ou se ele vomita com frequência ao experimentar um alimento, é importante conversar com o pediatra.

Você também pode se interessar por:

Como começar a introdução alimentar do bebê

Desmame gentil: como e quando fazer

O app que os pediatras recomendam

Espero que estas dicas te ajudem com a alimentação do seu filho! Aproveita e me conta sobre a sua experiência: seu bebê não quer comer? Você identificou neste post algo que pode estar influenciando negativamente a alimentação dele? Deixa nos comentários!

 

Beijos com amor,

Ju e Kinedu