Nutrição | Diet x Light

10/05
por Dra. Ingrid Seiler Prior*

Quando vamos ao supermercado encontramos uma enorme variedade de produtos alimentícios, e muitas vezes verificamos que uma determinada marca possui um alimento em três formas distintas: tradicional, light e diet. Afinal, qual a diferença entre eles?


 

Diet:
 
Caracterizados pela ausência de algum ingrediente, como o açúcar, sal ou gordura. Esses alimentos são destinados a dietas com restrição de nutrientes, já que eles precisam de alimentos especialmente formulados, que eliminam ou substituem algum componente como o açúcar (diabéticos), e o sal (hipertensos).
 
Light:
 
Trata-se de uma redução mínima de 25% de algum ingrediente (comparando com o produto normal). Essa redução pode ser de:
 
– Carboidratos;
– Gordura totais;
– Gorduras saturada;
– Colesterol;
– Sódio.
 
Isso significa que o alimento ainda contém aquele determinado nutriente, porém em menor quantidade. Esses alimentos podem ser utilizados, por exemplo, em dietas para perda de peso.
 
O consumo de produtos diet e light aumentou 800% de 1998 a 2008. E com a grande diversidade de produtos surgem muitas dúvidas em relação ao seu uso correto. Então seguem algumas dicas importantes:

– O alimento diet não é necessariamente menos calórico que o tradicional. Os chocolates e sorvetes diet tendem a ser mais calóricos, já que para não perder o sabor e consistência muitos apresentam mais gordura comparado à versão tradicional;
– Em alguns produtos há diminuição na quantidade de gordura, e por consequência de colesterol, dos alimentos de origem animal, como leite e derivados. Isso pode levar à perda de vitaminas que dependem da presença de gordura. Porém, algumas marcas oferecem produtos light enriquecidos;
– Para crianças, os produtos light são indicados apenas às que estejam acima do peso e tenham histórico familiar de obesidade, diabetes ou hipertensão, a partir da fase escolar. Contudo, é essencial que haja a orientação nutricional para tal;
– As grávidas devem evitar o uso de adoçantes, principalmente à base de aspartame, além de doces e refrigerantes light, por conterem muitos aditivos químicos.

 
É fácil se confundir com a imensidão de produtos, portanto leia sempre os rótulos com atenção para verificar se eles atendem às suas necessidades.

Fotos: Reprodução 

*Artigo escrito pela colunista Dra. Ingrid Seiler Prior | Nutricionista especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho e em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo. Docente do curso técnico de Nutrição no Colégio Marquês de Olinda.