Nutrição | Dieta do Mediterrâneo

26/02
por Dra. Ingrid Seiler Prior*

Baseado num conjunto de tradições alimentares de países do Mediterrâneo, essadieta é considerada a mais saudável do planeta, já que aumenta a longevidade.

Estudos mostram que há uma inversa associação entre a dieta mediterrânea e o risco de doenças cardiovasculares, como o infarto. Ela inclui:

Azeite de oliva – É um dos pilares da dieta, não só pela sua boa aceitação, mas também pelos efeitos benéficos demonstrados na saúde, pois é uma gordura monoinsaturada que ajuda a manter as artérias saudáveis.

Pescados – A carne vermelha possui grande quantidade de gorduras saturadas, já os pescados contém gorduras ricas em ômega 3, excelente para o coração e cérebro;

Verduras –Sua ingestão é uma de suas principais características dessa dieta. Constituem um concentrado de fibras, carboidratos, vitaminas, minerais.

Frutas – Elas contém um alto aporte de vitaminas, minerais, fibras e água e poucas calorias;

Cereais – O conteúdo de fibra é mais do dobro nos cereais integrais que nos refinados;

Oleaginosas(nozes, castanhas, amêndoas) – São alimentos nutritivos e completos. São ricas em gorduras saudáveis, além de serem fontes de antioxidantes, minerais e fibras;

Derivados do leite – São ótimas fontes de proteína, minerais e vitaminas. O iogurte ainda possui microrganismos vivos que melhoram o equilíbrio da flora intestinal;

Leguminosas – Seu consumo é recomendado devido às concentrações de proteína, carboidratos, vitaminas, minerais, fibras e pouca quantidade de gordura;

Vinho – A ingestão moderada pode atuar como protetor da enfermidade coronária.

 
*Artigo escrito pela colunista Dra. Ingrid Seiler Prior | Nutricionista especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho e em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo. Docente do curso técnico de Nutrição no Colégio Marquês de Olinda.

Foto: Reprodução


Conheça meu Curso de Maquiagem Online. São 21 vídeo aulas + um super Ebook por R$ 24,90!