Nutrição Esportiva

11/12

por Dra. Ingrid Seiler Prior*

A prática de exercício físico traz inúmeros benefícios à saúde: melhora a capacidade cardiorrespiratória, diminui o estresse e o risco de doenças como diabetes e hipertensão, além de aumentar o gasto energético. Contudo é preciso uma dieta balanceada, proporcionando os nutrientes para preparar o organismo para o esforço.

Seguem algumas dicas para praticantes de atividade física:

– As fontes de CARBOIDRATOS são os alimentos que devem estar em maior quantidade no cardápio, pois fornecem energia, dão volume aos músculos e participam na recuperação do corpo após o exercício.

– As fontes de PROTEÍNAS são muito importantes na construção e reparação muscular, entretanto, sua necessidade é facilmente alcançada, então não é necessário exagero no seu consumo;

– As fontes deLIPÍDIOS devem estar em menor quantidade no cardápio, mas nunca se deve excluí-los, afinal, eles têm funções essenciais no organismo e metabolismo. Prefira as fontes de gordura vegetal e peixes – gorduras boas;

– A hidratação é fundamental para o bom desempenho físico. A água auxilia no transporte dos nutrientes, participa das reações químicas e do controle da temperatura do organismo.

– Alimente-se de 3 em 3 horas, pois esta prática evita a quebra de músculos para suprir energia. Pular as refeições resulta em redução da massa magra, fadiga durante o exercício e acúmulo de gordura abdominal;

– A bebida alcoólica causa desidratação, inibe as vitaminas, intoxica o fígado e o sistema nervoso, além de possuírem calorias vazias, que em excesso, viram gordura corporal. Evite!

– Nunca se exercite em jejum!

*Artigo escrito pela colunista Dra. Ingrid Seiler Prior | Nutricionista especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho e em Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo. Docente do curso técnico de Nutrição no Colégio Marquês de Olinda.

Foto: Reprodução