O CÍUMES TE DOMINA? | Domingo Zen

5761
11/06

O ciúmes tem te dominado? Esse Domingo Zen é uma reflexão sobre como o ciúmes acaba se manifestando em nossas vidas e como ele pode atrapalhar nossos relacionamentos, sejam eles amorosos, sejam nossas amizades ou até mesmo em casa com seus pais e irmãos. Espero poder te ajudar com esse vídeo! Compartilhe com quem você ama =)

Antes de gravar esse vídeo, refleti por alguns dias sobre a estrutura do ciúmes e ela pode ser bem complexa. Quantas vezes a gente não se disse imune ao ciúmes, mas era o orgulho tentando camuflar esse sentimento?! Há, nesse ponto eu peguei meu ego no flagra… quantas vezes não estava tudo bem e uma crise de ciúmes colocou tudo por água abaixo?! Pois bem, é sempre tempo de aprender a lidar com nossas emoções e que você não deixe isso para depois.

Acima de tudo eu vejo o ciúmes como uma artimanha do nosso ego. O ego é responsável pela manifestação de varias emoções consideradas negativas, seja o medo, a raiva, o próprio ciúmes como uma forma de insegurança, carência. Diante da manifestação dessas emoções passamos a vibrar uma energia negativa o que atrai outos sentimentos dessa mesma vibração ao jogo e tudo se torna um ciclo muito maior.

Algo que aprendi e carrego comigo, não renegue as emoções que julga negativas, colocar a sujeira embaixo de um tapete não elimina ela do ambiente, só camufla, só esconde. O caminho é entender que sim, somos seres humanos em constante evolução e temos emoções que se manifestam a todo momento. A partir daí é entender quais emoções positivas, quais recursos dentro do seu ser precisam ganhar espaço, precisam se desenvolver para que você volte ao equilíbrio e mantenha seu centro.

Nossa reflexão sugere que você compreenda a estrutura dos ciúmes na sua vida, já que emoções, apesar de terem nomes e serem comuns, se manifestam de forma muito particular, de acordo com nossa personalidade, valores e fraquezas também. Identifique em quais momentos você sente ciúmes, em quais ambientes, diante de quais pessoas. Se questione ‘por que me sinto assim?!’. Ir até a raiz, enxergar quais sentimentos estão por trás, qual é a carência, qual é a necessidade, já que os ciúmes geralmente são um pedido de atenção, uma necessidade do ego que precisa ser atendida.

Sendo os ciúmes uma manifestação do ego, vale repensar a maneira como a gente entende esse sistema dentro de nós. Mude sua linguística, pare de dizer sou ciumento ou sou ciumenta. Na verdade, uma parte de você sente ciúmes, apenas uma parcela do seu sistema. Não é sua totalidade, isso nos ajuda a não cair nas armadilhas do ego e diminui a sensação de inabilidade, de incapacidade de lidar. No video eu te conto mais sobre minhas ideias e quero também saber das suas!

VEJA A REFLEXÃO EM VÍDEO

Há quem sinta ciúmes, há que sinta a necessidade de despertar os ciúmes no outro, ou seja, são múltiplas maneiras de manifestação, puramente vindas do ego, podendo-se até considerar o ciúmes um egoísmo, por conta de sua origem. Não podemos ter o outro como nossa propriedade, o amor puro quer ver o outro feliz, que ver o outro brilhar. O amor puro é a elevação, é a compreensão dessas armadilhas e a superação das mesmas. Conforme a gente se propõe a entender nossos sentimentos, aprende a lidar, aprendemos a reequilibrar as emoções e isso é um lindo despertar!

Te desejo muito auto amor, que você entenda aquilo que pode fazer por si a cada dia, quanto mais nos suprimos, menos esperamos do outro, menos caímos nessas armadilhas.

Já Baixou o Zen App?

Se você ainda não conhece o meu app Zen, baixe gratuitamente para iPhone e Android AQUI! Conheça as trilhas relaxantes, as reflexões diárias, o calendário de humor e também os planos de assinatura das meditações guiadas, afinal a meditação é uma ferramenta poderosa de autoconhecimento, cura e equilíbrio, Se você também deseja isso para a sua vida, agora ficou mais fácil =)

VEJA POSTS QUE VOCÊ PODE GOSTAR

Desenvolva seu Poder de Cura

5 Dicas Para Economizar

O Poder do Exemplo | Domingo Zen + Crica

Um grande beijo,

Ju