Plena… Será?

25/03

Qual seu ideal pra si mesmo? Ser equilibrado? Pleno? Corajoso? Mas será que você busca um ideal possível? Nosso vídeo é sobre isso e espero poder te ajudar!

Por muitos anos fui buscando inspirações em pessoas, leituras, filosofias de vida. Foi encontrando mentores ao longo do caminho, pessoas que eu admirava e sabia que poderia aprender algo. Desejei ser uma pessoa forte, muito forte. Muito corajosa e quem sabe até imune de sentimentos indesejados. Mas será que isso é saudável?

Quando criamos um ideal, é muito importante se perguntar se esse ideal é possível. Se está ao nosso alcance. Eu mesma havia criado certos ideias inatingíveis. Não acredito, hoje, que seja possível ser 100% forte, corajoso, viver a plenitude todos os dias. Somos seres humanos e temos em nós sentimentos, positivos, indesejados e assim sempre vão ser.

Pode parecer óbvio, mas quando nos sentimos tão frágeis e desiludidos, olhando a quem nos inspira como se essas pessoas fossem o auge, fossem imunes aos problemas. Não são. Também são humanos, também tem problemas. Inclusive quando recebo algumas mensagens dizendo que eu sou uma inspiração, do tipo ‘gostaria de ser assim plena, calma, positiva como você é’. Algumas vezes, como se eu fosse um Buda… mas te garanto que não sou. Sou justamente bem parecida com você. Com complexidade, defeitos e altos e baixos.

A diferença hoje é que eu me conheço melhor, reajo melhor aquilo que acontece a minha volta e dentro de mim. É um exercício diário, um empenho que vale demais. Não nos tornamos invencíveis, não nos tornamos blindados. Nos tornamos melhores, na medida do possível e isso é uma questão de dedicação e também acolhimento. Sabendo que vamos continuar sentindo aquilo que dói, que vamos continuar enfrentando desafios. Mas o sofrimento é opcional, e podemos deixar de sofrer como um dia já sofremos. Nos tornando mais fortes, mais corajosos e mais plenos. Não 100%. Porém um pouco mais do que já fomos um dia.

Repense seus ideais e os traga para mais perto da sua realidade. Não se exija demais e não se acomode demais. O equilíbrio é reconhecer a luz, a sombra e conviver em harmonia com nossas polaridades. Sabendo que todo fundo do poço tem saída e todo túnel tem luz lá no final. Então sempre podemos recomeçar, aprender com o que vivemos e nos tornar cada vez mais próximos do nosso ideal possível.

Você já conheceu meu aplicativo Zen? Nele temos novas Meditações Guiadas toda semana e muitos outros conteúdos para o autoconhecimento. A meditação abaixo foi pensada para você que sofre de Ansiedade. Baixe o Zen para Android ou iPhone clicando AQUI ou na imagem abaixo: