SALTOS DE DESENVOLVIMENTO E PICOS DE CRESCIMENTO

27/03

Afinal, 1 ano e 3 meses de maternidade, como foram os temidos picos de crescimento, saltos de desenvolvimento? E os dentinhos, como foi a reação da Anne Liv? Gravei um vídeo compartilhando essas experiências a convite do Kinedu, um aplicativo premiado com atividades e brincadeiras para o desenvolvimento dos bebês de 0 a 4 anos, e que faz parte de cada mês da história da Liliu!

Clique AQUI e baixe o Kinedu grátis para iPhone e Android!

Essas perguntas sobre picos, saltos, dentes, tem sido recorrentes, afinal, são fases delicadas na vida de um bebê e da família. Basicamente são momentos em que muito pode acontecer, mudanças no sono, apetite, comportamentos aí, a gente acaba ficando meio sem saber como lidar, como amparar e até acalmar. Normal, imagino que muitas mamães por aí saibam bem do que eu to falando, inclusive te convido a compartilhar como foram essas fases de picos, saltos e dos dentinhos.

Eu sabia que esses momentos iriam chegar, afinal, eles fazem parte do desenvolvimento de um bebê, fazem parte de crescer, de aprender, de assimilar novas habilidades. Confesso que no começo acabei me apegando a saber quando seriam os saltos e picos, mas ao longo do caminho percebi que isso me deixava mais apreensiva e não estava me ajudando. Preferi deixar as coisas fluirem, sentindo como Anne Liv estava, se de fato o comportamento dela estava muito diferente diante dessas questões, pois às vezes eles passam por tudo isso, sem apresentar tanta diferença.

Uma fase que foi bem desafiadora foi a dos primeiros dentes, pois ela já estava dormindo com apenas 1 intervalo de noite, acordava só uma vez para mamar. E quando vinha um dente, ela acordava 3, 4 vezes, isso exigiu bastante de mim, épocas de mãe zumbi, né?! Pepino gelado, maçã em pedaços, mordedores gelados, usei um pouco do que podia para amenizar, até mesmo Camomilina C, um composto a base de camomila para a fase da dentição. Além dessas dicas, mudar o cenário pode ajudar e atirar o foco do desconforto. Nós estamos sempre em movimento, em ambientes diferentes, acredito que isso também tenha ajudado. O que me conforta é que essas fases passam, quanto mais a gente se apega a elas, mais devagar fica esse passar do tempo. Então deixar fluir foi um caminho que continua me ajudando.

Saber do que brincar em casa fase também foi primordial. Aí entra o mérito do Kinedu, pois ele me ajudou conforme eu preenchia cada marco de desenvolvimento, o que era um sentimento de missão cumprida… fase que passa e outra se inicia. Com o app eu sabia que a Anne Liv estava adquirindo uma nova habilidade especifica, então, além de ele criar um plano para ela com atividades todos os dias, eu recorria ao catalogo de atividades, com brincadeiras que pudessem ajudar nesse aspecto. Afinal o cérebro do bebê fica a milhão fazendo novas conexões, até que eles possam conquistar um novo marco e, quando a gente sabe a brincadeira adequada, uma atividade divertida e leve que os ajude nisso, faz muita diferença.

Quando falam de estímulo, não tem nada a ver com apressar etapas, é justamente apoiá-los no que eles precisam naquele momento, é saber como fazer isso de forma leve e lúdica. Algumas pessoas acabam não compreendendo a importância do estímulo adequado, acham que é forçar o bebê… mas se você compreende a real importância na nossa participação no hoje, que impacta o futuro deles, começa a dar mais valor ainda para esses momentos de interação e atividades.

Vocês costumam pedir pra gente compartilhar as brincadeiras do momento, então no vídeo falamos sobre duas que estão nos ajudando bastante por aqui.

Hoje em dia estamos brincando com atividades para atenção e memória. E uma forma simples de incluir isso no dia a dia é mostrar as roupas que seu filho vai usar, nomeando cada peça, complementando com as cores delas. E, aos poucos, você pode ir pedindo que ele pegue determinada peça ou determinada cor. É uma atividade que fortalece rotina e deixa esse momento mais leve e divertido. E o mesmo você pode ir fazendo com objetos do dia a dia também!

Para trabalhar a motricidade grossa, responsável pela marcha, corrida, pulos e movimentos dos grandes grupos musculares, além do equilíbrio, força e flexibilidade. Tem uma atividade bem legal que a gente começou semana passada. O nome dela é circuito radical, nela você vai brincar com seu filho de empurrar e puxar objetos, se abaixar para passar por obstáculos. Me faz lembrar as cabaninhas que a gente montava quando eu era criança e amaaaaava!

E  você como sentiu e viveu, ou está sentindo e tem vivido essas fases? Conta pra gente! E se quiser conhecer mais sobre o Kinedu, clique AQUI e baixe o Kinedu grátis para iPhone e Android!

Beijos com amor,

Ju, Crica e Liliu

publicidade