19/07
Vivemos dizendo que estamos correndo, que estamos trabalhando muito, que não temos tempo para certas coisas, que precisamos escolher, organizar, focar mais. Achava que era uma coisa do brasileiro – de sempre dizer que está na correria. Que está cansado. Mas, nesta vivência no exterior, sinto que é quase que uma sensação geral da humanidade. Mas que varia de lugar para lugar – dependendo do tipo de preocupação e de conexão. Depende da atividade ou a o que as pessoas se propõem a fazer. Depende da perspectiva que colocamos....
continue lendo