Vlog no Japão | Ryokan, Onsen e Mont Fuji

10/06
Se você tem planos de visitar o Japão, coloque no seu roteiro pelo menos uma noite em um Ryokan, tradicional hospedagem japonesa.  Essa experiência oferece toda uma simbologia sobre a cultura, gastronomia e decoração, tipicamente preparados para que você se sinta como um japonês enquanto estiver lá. Vai dormir no chão, comer comida típica, se banhar no Onsen e vivenciar na pele essa cultura tão antiga.


 
Geralmente é na montanha ou em cidades menores que você encontra o Ryokan, eu me hospedei por uma noite nas montanhas de Hakone, com direito a vista privilegiada para o Monte Fuji, grande cartão postal do Japão.


 
Quando você chega, recebe a vestimenta que deverá usar durante sua estada, chamada Yukata, uma versão mais leve e casual do quimono e costuma ser confeccionada em algodão. Eu gostei tanto, mas tanto, que comprei para usar em casa,  puro charme!


 
Além da Yukata, você vai ter seu chinelo “de casa” para andar pelo Ryokan, já que os japoneses não andam com sapatos da rua dentro de casa ou até em mesmo restaurantes com piso de tatame. Mesmo dentro de casa ou de um Ryoka, os japoneses tem um outro chinelo, o de banheiro, para usar só ali e dali não sai!


 
Durante a hospedagem no Ryokan, você pode optar por jantar lá mesmo e pode esperar um banquete. A comida, sim, totalmente japonesa e tradicional. O menu, bem farto, você passa tranquilamente mais de uma hora comendo, enquanto vem missô (sopa), sushi, pratos quente e sobremesa. Para brindar, sake – bebida fermentada a base de arroz – ou shochu – bebida destilada a base de cevada, batata doce ou arroz. Minha preferência? Sake, adoro! É como um vinho de arroz, bem mais suave que o shochu, que parece vodca e desce bem quadrado rsrs.


 
Chegou a hora do banho?! Tem que se jogar, porque no japão mais tradicional que um bom Onsen, impossível! O Onsen é um banho publico, que existe em hotéis e hospedagens, em que você tem tudo a seu dispor: toalhas, cremes, cosméticos, shampoo, condicionador, secador de cabelo. Tudo pensando para você ter um momento relaxante consigo mesma.


 
É estranho ter que ficar nua no meio de outras pessoas, mas como geralmente só tem orientais, para elas é tão normal, que você não fica tão constrangida (lembrando que o Onsen é divido por sexo, masculino e feminino). No Onsen tem uma piscina bem quente e é obrigatório tomar um bom banho antes de entrar – leia-se: banho de verdade para elas é com  muita espuma e esfrega-esfrega com a esponja. Chega a ser engraçado como elas se esfregam, sentadas nos banquinhos de plástico, com espelho na frente, bacia d’água e chuveiro.
 
Hora de dormir? Sim, aqui o esquema é tatame e futon! Você monta sua cama no chão, com um futon (colchão fino), edredon e travesseiro. Apesar do que possa parecer, acordei bem, sem dor nas costas e dormi várias noites assim no decorrer da viagem, sem problema nenhum!
 
Para completar essa estada tão tradicional, o café da manhã tem direito a peixe, sopa e arroz. Mas não se preocupe, sempre tem um pão com manteiga, frutas, sucos e comidas mais ocidentais, caso você não queria abraçar a ideia de comer como os japoneses até de manhã.
 
O valor da diária num Ryokan costuma ser salgado, mas vale muito a pena viver essa experiência. No Fujimen Hotel, onde me hospedei, fiquei num quarto para 5 pessoas e, com o jantar + café da manhã, saiu uma média de R$250 por pessoa e era um dos mais baratos da região. Por isso eu digo, nem que seja apenas uma noite, para não ir à falência rsrs, mas valeu cada centavo!

CONFIRA O VÍDEO NO RYOKAN JAPONÊS
 
Quer ver mais um vlog no Japão? Clique aqui!

 
Beijos com amor,
 
Ju