Melhores achados do meu passado na casa da mami

05/08

Minha gente se segurem que hoje tá de cair pra trás esse vídeo de achados do passado. Resgatei várias relíquias que saíram do fundo do baú na casa da minha mami, que está de mudança e fomos abrir aqueles armários que passaram anos fechados. Me conta seu achado preferido!

Como o tempo faz bem, não é?

Boa parte do meu trabalho começou no quarto da minha mãe. Dona Nadja, minha mãe, gosta de guardar as coisas, ou seja, tinha gavetas do jeitinho que eu deixei.

Foi impressionante e eu me emocionei esvaziando os armários. Por exemplo, você estava por aqui quando fizemos o primeiro potinho de gratidão? Ele apareceu na mudança. 

Abri um agradecimento da época: “Gratidão por tudo o que já conquistei com amor e dedicação”. 

Eu, canceriana, quero guardar tudo! 

Achados do passado

Vamos aos achados do passado que eu encontrei?

Achados do BBB

Achei os programas do BBB gravados e o meu vídeo de inscrição, tudo em CD, afinal era 2008. Eu nunca joguei fora e nunca assisti de novo. Eu não tinha coragem, tinha muitas feridas para consertar. E consertei, e hoje estou super de boa com isso. 

Além disso, achei as malas do BBB – elas são lindas e estão novinhas. 

Veja o conteúdo Respondendo sobre a minha experiência no Big Brother Brasil

Achados de patinação

Abrindo a mala do BBB, eu achei collants de show de patinação. Também achei collants de quando eu competia pelo Brasil em campeonatos mundiais. 

No vídeo acima, você consegue ver eu vestindo alguns deles! 

Eu fui para 4 campeonatos mundiais, e o azul que eu visto no vídeo é do meu primeiro. E claro, esse eu não vou doar nunca!

Eu só não achei a medalha de vice-campeã na Alemanha em 2002. Guardei tão bem que não consigo mais achar, você também se identifica?

Muitas cartas achadas

Tem caixas com cartas de fãs do BBB, além de cartas quilométricas. Eu peguei e abri, e nossa gente, que coisa preciosa!

Me perguntaram no Instagram, como eu recebia as cartas sem compartilhar meu endereço. Quando eu saí do programa, muitas cartas tinham sido enviadas para a Globo e as outras para o endereço comercial da minha assessoria da época. 

Fotos do passado

Eu comecei essa parte do vídeo mostrando uma foto minha de 15 anos com a Roberta. Em outro álbum, eu achei fotos do meu cover da Mili de Chiquititas, e o autógrafo da Fernanda Souza. Tem foto com todas as Chiquititas também!

Em outro álbum, tem fotos do meu primeiro campeonato de patinação aos 7 anos. E a foto com a Xuxa grávida de Sasha nos meus 13 anos, comigo sendo a caçulinha do grupo de patinação.

Achei fotos com meu papi. Ele faleceu quando eu tinha 9 anos, então essas fotos são muito especiais para mim. 

Tem fotos de formatura do terceiro colegial também! E o look já estava na minha paleta de cores, com o sapato vinho e o conjunto todo brilhoso.

Achados de roupas de criança

Minha mãe guardou uma roupa de um aniversário meu. 

Eu lembro desse ano, meu pai ainda era vivo. Olhar para essa roupa me traz uma memória afetiva de ter meus pais por perto. 

Eu me emocionei ao achar essa roupa, e foi muito legal chegar em casa e a Liliu “mamãe, mamãe, é presente para mim?”. E eu contei que era meu, e ela “eu quero vestir”.

Eu espero que quando servir direitinho nela, ela possa usar em algum aniversário dela. 

Tem tanto significado, que eu não sei explicar para você. Tem coisas que a gente só sente e é muito forte. Esse, para mim, foi um dos achados mais especiais de todos os tempos.

Também achei um roupãozinho de natação da minha infância. Perfeito! Eu gosto muito dessas referências antigas de coisas mais delicadas, já que hoje tudo tem muita cor e muitos elementos gráficos. 

Meu vestido de formatura (e outros)

Eu desenhei o meu vestido de formatura baseado em um modelo usado no Oscar. A cor vermelha é por causa do jornalismo.

Eu era muito magra nessa época, pois era modelo – época que faziam lavagem cerebral em mim. Eu era magérrima, e sempre encanada com o meu corpo e comigo mesma. Vai entender. Quando a cabeça não está boa, nós não vamos nos enxergar e não vamos nos reconhecer.

Também achei dois vestidos de festa de quinze anos. Um deles serviu em mim, e está na minha cartela de cores. 

Achei um vestido preto curtinho que eu usei quando começou o meu romance com o Crica.

Eu tinha saído de um relacionamento, e eu estava muito mexida nesse dia. Eu encontrei o Crica no bar, começamos a conversar e eu comecei a chorar muito! O Crica me abraçou para esconder que eu estava chorando. Eu olhei para o lado, e os amigos do meu ex estavam lá, então eu comecei a chorar mais ainda. 

Então, eu lembro desse vestido, porque eu estava usando ele no dia desse abraço, no meio do bar, que estava muito mal. 

Como é o relacionamento de casal após dois filhos?

Outros achadinhos

Estojo de lata, muito milleniuns! Não consegui jogar fora, então vou deixar para a Liliu. Também achei uma cartinha das amigas. 

Minha mãe fazia bate e volta no Paraguai para comprar coisas, como o estojo de lata. Ela pegava o ônibus de madrugada, fazia as compras e depois voltava. 

Eu achei um bilhete, de quando eu fui visitar o meu primeiro apartamento, com todas as anotações de contas para ver se eu ia conseguir comprar. É uma grande vitória na minha vida! Eu sou muito grata. Olhei para esse papelzinho e fiquei emocionada. Mas vou desapegar.

A primeira placa do Youtube, antiga demais. Foi tão especial receber essa placa de fora do Brasil em casa. 

A Liliu vai amar um outro achadinho: uma boneca Barbie minha!

Achei aplique de cabelo, convite de aniversário de 15 anos da minha amiga Marcela, revistas com fotos minhas de modelo. 

Achei o primeiro presente que o Crica me deu, um mix tape. Quando eu conheci o Crica, ele tocava em festas. Esse presente deve ser de 2010.  

Até me apaixonei de novo. 

Gostou desse conteúdo?
Você pode gostar também de
Minha infância em Fotos e 50 curiosidades sobre mim

Beijos, 
Ju