Dia da Mudança e Primeira Noite na Cobertura

11/06

Enfim chegou o grande dia! Bora fazer a mudança para a cobertura e recomeçar nosso lar!!! Vem curtir com a gente a primeira noite de casa nova e um pouco dessa bagunça boa.

Começamos o dia da mudança no hotel. Ficamos por lá duas noites, pois nossa cama já tinha sido desmontada. Às 10h, o Rani já estava na cobertura captando as imagens e o Crica tinha levado a Liliu na escola. Tínhamos dois dias para adiantar tudo! 

No dia anterior à mudança, eu chorei. 

Era um misto de sentimentos, muitas coisas aconteceram na nossa vida, e claro, no mundo. E nos últimos dias, eu queria comemorar, mas uma parte de mim não queria. Eu sentia muito por tudo que está acontecendo e pelas vidas interrompidas, pelos bebês que não tiveram o desfecho que os meus, como o filho do Whindersson. 

Vocês também estão com esse mix de sentimento por aí?

Mas depois de conversar com vocês no Instagram, no primeiro dia de mudança para o apartamento novo, eu estava mais em paz. E pronta para comemorar e entrar com o pé direito. 

Primeiro dia no apê

A mudança ficou com a TMN Mudanças. Existia a opção de pegar todos os móveis e entregar no mesmo dia, mas preferimos dividir em dois dias. Ou seja, carrega os móveis em um dia, e descarrega no outro. 

As caixas da mudança vieram bem específicas para facilitar, como “perfumes do móvel branco da sala”. 

E boa notícia: a casa nova tem depósito! Maior que todos os armários que eu tinha no outro apartamento, acredita? Conseguimos deixar malas e outras coisas que não são necessárias no dia a dia. 

Pensa em um dia corrido! 

Do hotel para o apartamento, do apartamento para o hotel de novo, minha mãe estacionada me esperando, o Crica fazendo checkout, e eu correndo porque tinha uma live em 45 minutos (no meio das caixas, sim). Ufa!

Eu fiquei agradecendo a Deus, e a Liliu que gritou do “universo, obrigada pelo meu quarto”. Que coisa mais linda! Muitos motivos para agradecer, estou muito feliz.

Segundo dia no apê

Depois do dia da mudança, o RB Cortinas passou por lá e para cuidar das nossas cortinas. O senhor Rubens foi até o apartamento, retirou e lavou as cortinas, e trocou os ganchos dos trilhos. Ficou pendente apenas as da sala, que deixamos para outro dia. 

Na cortina do meu quarto com o Crica, nós tínhamos um forro para blackout, mas ele já estava rasgado. O Rubens mostrou uma versão mais maleável, mas não vamos pegar nesse momento. Assim como fizemos com os móveis, que compramos mesa, sofá e cadeiras, vamos sentir nossas reais necessidades. 

E confesso que gosto da ideia de acordar com a luminosidade do dia. 

Além disso, a Tatiana França passou por lá para cuidar da nossa organização. Ela mediu nossos espaços do banheiro e trouxe organizadores. 

Terceiro dia no apê

Nós sonhamos tanto com a área externa, que o terceiro dia no apartamento foi marcado pelo Crica comendo na chuva para apreciar e agradecer.

Além disso, o terceiro dia ainda estava com muitas caixas, principalmente as de trabalhos. Aos poucos vamos colocando tudo no lugar.

E os próximos passos (e vídeos)? 

Detalhes das instalações, mobiliário das crianças, consultoria para harmonizar os ambientes. Fique de olho!

Aqui estão outros posts que vocês podem gostar:

Tour pelo Apê Vazio + Diário da Reforma

Reforma no Novo Apê: Infiltração no Vizinho + Ideias

Beijos,

Ju