Meu corpo após 2 filhos

30/07

Quase todos os dias eu recebo perguntas sobre a tal ‘volta do corpo’ após os filhos. Resolvi falar sobre isso abertamente e mostrar meu corpo após 2 filhos.

No vídeo abaixo, eu mostro na pele as transformações, e questiono também possíveis pressões, críticas e julgamentos que giram em torno desse tema. 

Compartilhe com mais mães, por mais acolhimento e sororidade!

Eu evito tocar nesse assunto, porque pode ser tóxico e opressor. Mas a abordagem que eu tenho é diferente, e eu espero ajudar! Eu quero falar a verdade, e não causar um distanciamento. 

Dúvidas que vocês me mandaram sobre meu corpo após 2 filhos

Quantos quilos você ganhou na gestação?

Essa pergunta sempre me faziam, e eu escolhi não colocar no diário de gravidez

Na gestão da Liliu eu ganhei cerca de 22 kg. Da metade para o final, talvez pela ansiedade, eu acabei deixando de lado o equilíbrio com a alimentação e me permitindo mais. 

Já no pós-parto, em 3 meses eu emagreci mais de 22 kg. Alguns fatores ajudaram, como a Liliu mamar bastante, a minha transição para o veganismo – que é melhor para o meu metabolismo -, e uma alimentação equilibrada. 

Num geral, eu sou uma pessoa 80% equilibrada, e 20% de “furos” na alimentação. Além de genética, atividade física, etc. Assim, eu voltei ao peso e “fiquei magra demais”, como comentavam. 

Já na gestação do Liam, eu engordei 14kg. Agora, 10 meses depois, eu voltei para o peso que costuma ter, entre 58 kg e 60 kg. Claro, tem fases, como na época que eu era modelo e me pediam para pesar menos do que isso. 

Tem conhecidas e amigas que falam que nunca voltaram ao peso de antes, e eu quero mostrar no vídeo acima que mesmo que você volte, seu corpo não será o mesmo. Sua pele vai mudar, seus músculos vão mudar, e até seus órgãos.

A gente não precisa ter essa pressão de voltar ao que era antes, porque mesmo que o número te fale “você está com o mesmo peso”, seu corpo vai mudar. 

O que você fez para voltar ao corpo de antes da gravidez?

É o que eu falei acima, não é o corpo de antes. Não sou a mesma mulher, não é a mesma pele. 

Eu sinto muita flacidez, que dependendo do ângulo não aparenta. No vídeo, eu mostrei exatamente isso. Como a postura e o ângulo podem mostrar um corpo diferente. 

E é um corpo normal de uma mãe! 

Estamos envelhecendo, mas estamos vivendo. 

A pele vai levar mais tempo para atingir uma maior elasticidade, e eu coloquei na minha cabeça “não se exija voltar a algum lugar”. 

Tem outras coisas que importam muito mais. Por exemplo, o puerpério já aliviou para você? Você já está se sentindo melhor? Como está sua dinâmica familiar?

Às vezes a mãe recebe parabéns porque está mais magra, mas se ela fala que dormiu a noite inteira, não dão o mesmo valor. Então, é legal a gente pensar na forma como a gente recebe e oferece elogios, para onde damos mais atenção. 

Eu provavelmente emagreci mais nos últimos três meses, porque o Liam acorda muitas vezes de madrugada, e eu não durmo. Inclusive falei disso no artigo Segundo Filho: as diferenças entre eles. Então não podemos glorificar como ela está ótima, sendo que a mãe está exausta. 

Eu sinto muita flacidez no busto, mas eu também tomo muito sol. Eu amo o sol! Eu me protejo dentro do possível, mas é uma exposição que acaba sendo mais recorrente na minha vida.

Você faz dieta ou algum treino específico?

Eu não faço dieta, mas eu tenho um estilo de vida e uma escolha alimentar que me ajudam muito.

Durante a semana eu como comida mesmo, de verdade. Eu estou amamentando e tenho que ter nutrientes para o meu filho também. 

Deixo meus “furos” poucas vezes na semana. Prefiro tâmaras e outras frutas ao longo da semana. Busco sempre o equilíbrio. 

Vejo a alimentação como energia. Eu entendo o quanto de energia eu preciso, e faço escolhas que me ajudam a sustentar isso. 

De treino, eu faço yoga e corro. Mas eu estou com uma dor no quadril que eu estou tratando, e estou há três meses sem correr.

Importante: eu corro pela minha saúde mental!

Quando a gente coloca um objetivo físico, a gente pode até conquistar. Mas será que conseguimos manter uma consistência?

Você mudaria alguma coisa no seu corpo hoje em dia?

Eu falo de autoestima, do acolhimento, a aceitação, mas eu também tenho que melhorar isso em mim, mesmo que já tenha melhorado infinitamente. 

Então, sim. Eu mudaria. 

Antigamente eu queria colocar silicone, mas hoje eu não faria. Já pesquisou sobre explante de silicone?

Eu faria uma redução, porque minha pele cedeu muito e me incomoda. Ainda estou trabalhando nisso dentro de mim.

Eu adoraria ter mais bunda, mas nisso eu tenho que treinar mais. Quem sabe com o subir escada todo dia isso não melhore?

Vamos nos libertar dentro do possível! 

E agradeça pela potência do seu corpo de ter gerado uma vida, por tudo que ele faz e te possibilita. 

Leia também Meu corpo real pós-parto!