Meu plano de parto | Expectativa X Realidade

24/05

Vou abrir para você meu plano de parto com todos os meus desejos, escolhas e vontades! Mas além da expectativa também vou contar a realidade dessa experiência! Espero que esse vídeo possa trazer insights e informação para as futuras mamães.

O plano de parto é importante para todas as gravidinhas, independente do tipo de parto que se pretende ter. Ele envolve inúmeras variáveis, e mesmo que algumas não estejam totalmente sob o nosso controle, é importante planejar o que se deseja para que você não precise raciocinar sobre suas escolhas no momento. Assim, você poderá deixar a energia para o que importa, afinal, todos os outros envolvidos no processo já sabem o que você quer.

Pode acontecer de você mesma mudar as suas decisões, pois quando chegamos na partolândia há a possibilidade das sensações nos fazerem desejar coisas diferentes e tudo bem.

O aplicativo que usamos para o plano de parto foi o Gravidez+, mas existem inúmeras opções e você escolher e fazer o plano com calma.

Ambiente

Com relação ao ambiente, eu planejei dar à luz no hospital e isso deu certo. Assim como, ficar em um quarto privativo com luz baixa, ouvir música, meditar. No entanto, nem tudo são flores e eu também planejei ficar em casa o quanto fosse possível, mas cheguei no hospital com apenas um centímetro de dilatação e fiquei por lá até o parto.

Acompanhantes

No meu plano de parto eu registrei o desejo de que meu parceiro contasse minhas contrações e as registrassem em um diário. Preciso nem dizer que não deu muito certo, não é mesmo? Apesar de usarmos o aplicativo para registros, chegou um momento em que não registrávamos mais nada.

Contudo, Crica esteve comigo durante todo o trabalho de parto, enquanto isso, família e amigos poderiam me visitar no hospital, mas devido à situação de pandemia, não foram. Além disso, optei por não ter equipes de estudantes durante o processo e foi o que aconteceu.

Monitoramento fetal

A única coisa que eu coloquei é que gostaria de evitar o monitoramento contínuo ou interno e eu tive que fazer alguns exames vaginais, penso que foram três ou quatro para verificar a dilatação. A opção de monitoramento contínuo é muito incômoda na minha opinião e só caso fosse realmente necessária eu faria.

Fotos e vídeos

Eu queria fotos e vídeos de todas as etapas. Tivemos uma fotógrafa que chegou na hora do parto, porque o hospital não permitia alguém ali durante todo o trabalho de parto, mas fizemos registros do celular. Foi o suficiente para gravarmos vlog para vocês e manter o mínimo de pessoas possível, considerando o momento de pandemia.

Indução

Eu gostaria de evitar que minha bolsa fosse induzida para reduzir o trabalho de parto, mas foi necessário. Meu trabalho de parto durou muitas horas e quando o Dr. Bruno falou que eu poderia entrar em exaustão e prejudicar o parto eu considerei a necessidade real de fazer o processo e confiei nele. De fato, ajudou bastante.

Eu também planejei tentar métodos naturais para induzir o trabalho de parto e utilizamos acupuntura, aromaterapia, cromoterapia, meditação… enfim, tudo o que podia.

Alívio de dor

Eu planejei receber analgesia quando eu pedisse, embora sonhasse com um parto 100% natural. Também  gostaria de uma epidural e, se possível, usar uma máquina de Tens, que é um equipamento de fisioterapia que usa eletrodos e ajuda no alívio da dor. Nada disso aconteceu.

Ruptura e episiotomia

A episiotomia é aquele corte no períneo feito para “facilitar” a passagem do bebê e hoje é considerada uma violência obstétrica, portanto, eu queria evitar esse procedimento, exceto em caso de emergência. Isso realmente não aconteceu. Além disso, gostaria de receber orientações sobre o momento certo de empurrar ou não, para evitar uma rotura, mas na hora que veio a vontade de empurrar eu não ouvia mais nada, empurrei tanto que tive uma laceração grau 3.

No preparo, eu fiz massagem no períneo, fiz exercícios de Kegel e tudo o que foi possível para evitar, mas aconteceu, precisamos fazer a sutura e no final deu tudo certo.

Durante o parto

Nessa categoria a única opção que não marquei foi para me lembrar de tomar água e ir ao banheiro, pois já tomo muita água naturalmente.

As outras opções planejadas eram: estar livre para comer e beber quando quisesse; me movimentar e caminhar quando desejasse; tentar várias posições de parto; usar respiração livre e não empurramento forçado e tudo isso deu certo.

Nascimento por cesárea

Apesar de essa não ser a minha primeira opção, tive que planejar para caso fosse necessário. Então, nas minhas opções eu gostaria de ter uma segunda opinião sobre a indicação de cesárea; ficar acordada; ter a tela baixada para que eu pudesse ver o parto; que o bebê fosse entregue ao meu parceiro imediatamente após o parto; também que meu parceiro estivesse comigo no caso de cesárea; que uma histerectomia só fosse realizada caso fosse a única opção para salvar minha vida.

Sobre o parto

Eu planejei ficar livre para decidir a minha posição de parto; caso precisasse de um parto assistido, que fosse usado um vácuo ou ventosa e não fórceps. Usar o espelho para ajudar a me incentivar também foi planejado, mas na hora eu preferi não utilizar.

Equipamentos de parto

Planejei e tive à disposição colchonete e puff, cama, barra de agachamento, bola de parto, cadeira de parto e banheira/chuveiro.

Pós-parto

Gostaria que meu parceiro ficasse com o bebê em caso de emergência, quis contato imediato com o bebê e tempo para criar laço, bem como, que ele não fosse para outro ambiente após o parto.

Não quis que fosse administrada vitamina K a ele e não quis receber medicamento para acelerar o parto da placenta. Contudo, precisei de uma força para a saída da placenta pois precisava de sutura devido à laceração.

Ainda, o cordão umbilical não foi cortado imediatamente e foi o Crica que cortou, como planejado.

Amamentação

Planejei amamentar o Liam assim que possível e foi o que aconteceu.

Por fim, esse foi o meu plano de parto e a maioria do planejado aconteceu do jeito que eu desejei. No entanto, nem tudo saiu como planejado e nessas horas é importante termos resiliência e flexibilidade diante das adversidades.

Conhecer as nossas opções é fundamental para fazermos escolhas, como também, ter um canal de diálogo com equipe e acompanhantes e verbalizar.

Espero que vocês tenham gostado e que este conteúdo possa ajudar quem busca entender mais sobre o plano de parto.

Aqui estão outros posts que você pode gostar:

Relato de parto normal após cesárea

Meu segundo puerpério | Diário pós-parto

Beijos,

Ju